Notebook ou Desktop: qual o melhor para seu home office?

A imagem mostra um desktop em cima de uma mesa de trabalho

Grandes, portáteis, personalizáveis ou não, a grande verdade é que o mercado de tecnologia oferece diversos tipos de computadores para as mais diferentes necessidades.

Mas, e você, sabe qual é o melhor computador para o seu home office: notebook ou desktop?

Neste conteúdo, você encontrará um comparativo entre os dois tipos de equipamento para que sinta segurança ao comprar seu mais novo computador. Boa leitura!

Quais são as vantagens de trabalhar em um desktop?

Mais robustos e mais completos, muitos profissionais não abrem mão de trabalhar em computadores desktop de jeito nenhum, descubra agora o motivo.

É mais fácil de montar, customizar e atualizar

Não é à toa que o gabinete de um desktop é tão robusto: afinal, é dentro dele que fica toda a estrutura física do computador — também conhecida como hardware.

Em um computador de mesa, você tem fácil acesso às placas, ao HD, ao processador e às memórias do equipamento — além disso, todos eles são removíveis. Sendo assim, não há necessidade de desmontar o equipamento inteiro para trocar uma peça ou fazer uma melhoria, o que costuma baratear os custos com manutenção quando necessário.

Precisa aumentar a memória? Expandir o armazenamento? Precisa trabalhar com placas de áudio ou vídeo específicas? Tudo isso é possível de forma rápida e prática em um desktop.

Pode ser mais potente que um notebook

Se você trabalha com softwares mais pesados (ou seja, que exigem um maior uso da memória, do processador e até mesmo de uma boa placa de vídeo), como editores de imagens e vídeo, é importante ter um computador que consiga rodar esses sistemas sem travar.

Algo muito comum no mercado de tecnologia é que as empresas top de mercado priorizem o lançamento de peças para desktop e só um tempo depois lancem para notebook, justamente porque o público destes equipamentos costuma ser muito exigente em relação à velocidade da execução dos programas.

Maior tempo de vida

O fato do equipamento ficar sempre no mesmo lugar evita desgastes que poderiam ocorrer no transporte, por exemplo.

Ao mesmo tempo, como mencionamos no primeiro tópico, a possibilidade de abri-lo com mais facilidade ajuda na troca de peças, fazendo com que ele possa ser atualizado e continue sendo moderno por muito mais tempo.

Quais são as desvantagens de trabalhar em um desktop?

Embora sejam muitos os pontos positivos apontados acima, também existem algumas desvantagens que precisam ser consideradas no momento de escolher o equipamento ideal para o seu trabalho.

Fica fixo em um lugar só

Se, por um lado, sua robustez ajuda a armazenar seus componentes e até mesmo melhora a performance do equipamento, por outro, o tamanho pode ser um problema quando a questão é logística e mobilidade.

Por serem grandes, precisam de um espaço predeterminado para ficar, muitas vezes até de mesas específicas. Além disso, ainda há a questão espacial de onde serão colocados os cabos, a posição ideal do monitor e a conexão dos periféricos.

Consome mais energia

Enquanto notebooks são equipamentos que funcionam por bateria e podem ser carregados, computadores desktop precisam ficar conectados à tomada o tempo todo.

Outro ponto importante é a questão de que, em caso de quedas de energia, existirá uma impossibilidade de trabalhar, precisamente por não ter esse armazenamento de energia.

Quais são as vantagens de trabalhar em um notebook?

Leves e compactos, os notebooks são a escolha de um grande número de profissionais, descubra abaixo o motivo.

Você pode trabalhar de onde quiser

Não importa se você quer trabalhar de casa, do escritório, da praia ou de um sítio… tudo que você precisa é que o equipamento esteja carregado para realizar suas demandas de qualquer lugar.

Sendo um equipamento compacto, ele já possui seus periféricos básicos integrados: um touchpad (que substitui um mouse), teclado e webcam. Por conta disso, você precisará carregar muito menos coisas e ficará livre de diversos cabos e conexões.

É fácil de carregar

Por ser compacto, o notebook é o companheiro ideal para quem precisa viajar a trabalho ou até mesmo fazer reuniões presenciais com clientes. Como é leve e fino, é possível colocá-lo em uma bolsa ou mochila e fazer o transporte de forma discreta.

Gasta menos energia

Por serem menores e contarem com um armazenamento de energia, os notebooks ajudam na redução do valor da conta de luz se comparados aos desktops.

Quais são as desvantagens de trabalhar em um notebook?

Com certeza a leveza e a praticidade contaram pontos positivos nessa disputa. Porém, chegou o momento de descobrir quais são os pontos negativos de trabalhar em um notebook.

Podem ser mais caros

Embora os desktops sejam altamente personalizáveis e, em consequência disso possam chegar a valores mais elevados, em uma comparação entre um notebook e um desktop intermediários pode existir uma grande diferença de valores.

Isso ocorre justamente pelo fato do notebook ser um equipamento portátil — ao fazer as contas, você perceberá que está pagando também pela compactação do computador e pelo design fino, leve e fácil de carregar. Isso porque mesmo com a mesma configuração que um desktop, a produção de peças menores costuma ser mais cara.

A atualização de peças é limitada

Essa é mais uma categoria em que os desktops acabam vencendo a disputa, enquanto eles são facilmente ajustáveis, notebooks podem enfrentar algumas limitações.

Isso acontece porque algumas marcas soldam peças na placa mãe, como a placa de vídeo e o processador, o que dificulta a troca delas, podendo ser necessária a substituição de toda a estrutura e não só da parte defeituosa.

Desktop ou notebook: qual deve ser a sua escolha?

A grande verdade é que não existe um veredito quando o assunto é a escolha do melhor equipamento para trabalhar.

Você deve analisar as questões de custo, usabilidade e personalização adaptadas a sua realidade e, assim, bater o martelo sobre qual será a melhor alternativa para seu home office.

Quer continuar se aventurando no universo da tecnologia? Siga a Agasus nas redes sociais e não perca nenhuma novidade. Estamos no Facebook, Instagram, LinkedIn e Twitter.

Compartilhe esse conteúdo:

Deixe um comentario